top of page
Buscar
  • Foto do escritorZeev Katz

Calibração de Equipamentos Médicos: Necessidade ou Mito?

Equipamento médico é uma denominação genérica para uma ampla gama de dispositivos que participam do processo de diagnóstico, tratamento e cura das pessoas. Eles estão presentes em nosso dia a dia e são essenciais na atenção à saúde hoje. Esses equipamentos usam as mais diversas tecnologias, mas de modo geral fazem medições de padrões vitais dos pacientes e aplicam algum tipo de produto, agente ou energia, conforme sua função.


Como se diz, a diferença entre o remédio e o veneno é a dose. Com os equipamentos médicos não é diferente, se as quantidades forem erradas, os resultados podem ser desastrosos. Uma medida errada de temperatura ou pressão pode levar a uma conduta médica equivocada. Um ventilador pulmonar pode aplicar volume de ar excessivo aos pulmões fragilizados do doente, causando até a morte. E assim por diante em praticamente todos os segmentos de aparelhagem médica.


Então como evitar esse risco? Conferir as medidas regularmente. Precisamos saber se o número indicado no painel corresponde à realidade, se o índice ajustado é o que efetivamente vai ser aplicado, e assim vai. Agora, todos sabemos que artefatos em geral nunca são 100% precisos, eles têm uma variação natural que tem que ficar dentro dos limites aceitáveis. Existe, inclusive, uma área da engenharia, a metrologia, que se dedica a avaliar essas variações e fazer as complexas contas necessárias para determiná-las.


Assim, é preciso fazer medições regulares nos equipamentos médicos e usar da metrologia para garantir que eles estão funcionando dentro dos limites de variabilidade aceitáveis. Isso se chama calibrar. Portanto a calibração de equipamentos médicos é uma necessidade. Esse tem sido o entendimento das entidades de controle sanitário e de qualidade aqui no Brasil, gerando exigência da calibração dos equipamentos das Unidades de Saúde.


A calibração é um processo muito elaborado, ele envolve muitas medidas, em diversas condições, e muitas cálculos. Para cada tipo de equipamento há um procedimento diferente e tudo deve ser ajustado sob medida para que seja feito da maneira correta para cada caso. Além disso é preciso que esteja tudo programado para que nenhum item seja esquecido ou fique fora do prazo. Para organizar tudo isso com o conhecimento necessário é indicado o suporte dos serviços de Engenharia Clínica.


Com os equipamentos médicos calibrados os gestores têm tranquilidade. Eles vão ter uma programação, certificados de calibração assinados por profissional responsável técnico habilitado, etiquetas nos equipamentos que qualquer um pode confirmar que está tudo em ordem. Se houver uma fiscalização ou auditoria estará tudo certo, e mesmo em um evento adverso eles estarão documentados. Mas é muito mais que isso, eles estarão garantindo segurança para seus pacientes e usuários, melhores resultados, menos acidentes, isso não tem preço.


Normalmente os equipamentos são calibrados anualmente e fica a dúvida, se acontece algo com o equipamento ao longo do ano? Quem vai perceber? Verdade, a calibração é uma medição detalhada essencial para que se olhem os aspectos do aparelho de forma ampla e documentada, mas não tem como ser feita com frequência. Por isso adotar políticas de testes e medições simples regulares, feitas pela engenharia clínica, e também contando com a colaboração dos operadores, pode ampliar muito a segurança dos usuários.


E todo tipo de equipamento médico precisa de calibração? A resposta é não. Conforme suas características, tecnologias que não precisam de medidas ou ajustes muito precisos para seu bom funcionamento não necessitam ser calibradas. Por exemplo uma cama hospitalar, ela tem vários movimentos ajustados pelo usuário, mas não justifica calibrar esses posicionamentos. É importante o apoio especializado para definir quais itens não serão calibrados, evitando custos desnecessários e sem abrir mão de segurança.


Calibração é um assunto fascinante que envolve muitos ramos do conhecimento, estatística, engenharia, medicina, enfermagem etc. Tomara que gostem dessa breve abordagem, tem muito mais coisas que podem acrescentar e contribuir, ficarei esperando!


144 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page